Comportamento

Moda

20:14


Gostaria de saber quem foi que disse que devemos vestir o que esta nas passarelas, que roupas têm que ser desconfortáveis, e a moda só existem para um tipo de pessoas, e quem não é esse tipo de pessoas tem duas opções ficar se vestir mal ou ficar desconfortável.
Para começar não vou dizer o que você deve vestir, vou dar minha simples e humilde opinião.
Roupa não deve ser desconfortável, ou te deixar feia, a roupa tem que desenhar o teu corpo, então, por favor, não confunda, as roupas servem para te deixar confortável e bonita, não serve para te torturar, ser desconfortável, te deixar sem respirar ou te deixar quase nua (para isso não faz sentido você colocar uma roupa). O mesmo serve para maquiagem, a maquiagem serve para te deixar bonita, realçar o que você tem de melhor e esconder algumas imperfeições (logico somos mulheres, aprendemos desde criança a ser vaidosa), não é para ficar parecendo um palhaço ou um E.T. com tanta maquiagem no rosto.
Posso ser um pouco grossa neste sentido, mas para algumas pessoas isso é um mal necessário. No post anterior falei sobre você aceitar teu corpo, e gostar dele, falei isso pelo simples fato que se você não aceita o seu próprio corpo, vai sempre cometer os mesmo erros que tantas mulheres, compram roupa um numero menor que realmente não serve (ou um numero maior, para pessoas que não gosta do corpo que tem e tenta esconder de qualquer jeito). Se esta com problema com o numero da roupa tem duas opções: se matar para entrar no tamanho que você queira, ou uma maneira bem mais simples, rápido, pratica e legal, ARRANQUE A ETIQUETA E JOGUE NO LIXO.  
Quem nunca passou pela seguinte situação: esta na balada, com uma roupa bem vulgar (que acaba mostrando uma parte da tua bunda, ou aquele decote que só falta os seios saírem pra fora da roupa), ai chega um cara te agarra, começa a te beijar e acaba passando a mão na tua bunda, peito, perna, e se a pessoa for cara de pau fala a seguinte frase “vamos sair daqui e ir para um lugar mais reservado”, você fica com muita raiva, passa o resto da noite revoltada e ainda o cara não desgruda pelo simples fato que quer te levar para a cama. Pode parecer meio "Esquadrão da Moda" o que vou dizer, mas é a uma realidade, o cara esta vendo você como um sexo fácil, só pelas roupas que você esta usando, simplesmente porque esta passando essa mensagem, ainda mais em um lugar aonde todos vão para beber e se divertir.
Não é porque somos solteiras, que somos obrigadas a se vestir para chamar a atenção de alguém de uma sexual. Não estou falando para colocar uma burca que te cobre dos pês a cabeça, podemos ser sensuais, mas com um de pouco de noção se a roupa esta vulgar. E também saber fazer o julgamento se a roupa que esta na vitrine da loja faz seu estilo, falo isso porque já teve varias e varias vezes, que eu entrei em uma loja pra comprar roupa (aquelas lojas como: C&A, Renner, Riachuelo, Marisa, loja grande), os manequins estavam com uma roupa estranha, uma vez ate comentei com uma amiga minha que achei feio aquela roupa e muito estranha, e sabe o que ela disse: “imagina a roupa é linda, é perfeita, esta totalmente na moda essa roupa que esta neste manequim, acho que vou até comprar”. Sei que cada um tem seu gosto, e gosto é igual bunda: cada um tem a sua e limpa como se sentir melhor.
Resumindo e finalizando tudo o que eu disse, não tenha vergonha do seu estilo, ou ficar pensando o que os outros vão achar se usar uma roupa que você adora. Sei que é estranho o que vou dizer, mas vamos pensar um pouquinho como homem em relação a roupa, quando vão comprar uma roupa, eles experimentam a roupa, e se eles não se sentirem confortáveis e bem com a roupa, simplesmente não compra. Temos que parar de nos vestir para outras pessoas, e começar a nos vestir para nós mesmos, olhar no espelho e gostar do que esta vendo, não procurar defeitos e sim qualidades. Como minha mãe sempre diz: ”Pessoas para te colocar para baixo vai tem um monte, agora você tem aprender sempre se amar e acredita em você mesmo, para ter força pra que elas não te derrubem”. 

Você também pode gostar

0 comentários