Comportamento

A diferença entre assédio e elogio.

18:07


Existem muitas pessoas que não entendem o que pode ser considerado assedio e o que pode ser considerado elogio. Então hoje vou explicar para qualquer pessoa à diferença entre o assedio e o elogio, para que não haja mais nenhum tipo de duvidas.

Nessas duas ultimas semana tivemos muitas noticias sobre assédio e violência contra mulher, não preciso dizer que sou totalmente contra qualquer tipo de violência contra a mulher. Mas os comentários que apareciam nas redes sociais sobre essas noticias, era algo tão absurdo, que tem de ser explicado e desenhado o que é certo e errado, só não desenho porque sou muito ruim de desenho, então vai ter que ser dito com palavras mesmo.

A verdade que um elogio nunca fez mal a ninguém, pelo ao contrario é algo bom e deixa as pessoas felizes. Mas um elogio de verdade é algo espontâneo, simples, feito somente uma vez para a outra pessoa, mas sem deixar a pessoa constrangida com vontade de sumir do lugar. Deixando claro que algumas palavras e frases nunca é elogio para nenhuma mulher, como por exemplo: Chamar a mulher de gostosa, falar de algumas partes do corpo dessa mulher com segundas intenções ou que deseja levar ela para cama.

O assedio é quando você não respeita o NÃO da outra pessoa, fica falando coisas que deixa a pessoa constrangida e desconfortável em alguns lugares ou situações, ou se você fica insistindo e pressionando alguém a fazer algo que ela não queria. Entenda que todo mundo tem o direito de recusar ou ficar desconfortável com alguma situação, se não quer e deixou isso claro com palavras e gestos, então a única coisa que você pode fazer é respeitar a decisão do outro.


Parece algo tão simples e que nos dias de hoje muitas pessoas estão esquecendo-se do principal que é o respeito, não devemos obrigar ninguém a fazer nada que o outro não queira e sempre devemos se colocar no lugar do outro quando for fazer algo que vai insultar, pois nunca é só uma brincadeira, as palavras ou atitudes podem machucar as outras pessoas de uma forma muito pior do que se você tivesse agredido fisicamente. Entenda que todo mundo tem o direito de se recursar a algo e falar “não quero”, independe do sexo, religião, posição social, ninguém pode impedir a liberdade de se recusar a fazer algo ou não gostar de alguma coisa. Afinal se fosse você no lugar dessa pessoa, você iria gostar? 

Você também pode gostar

0 comentários