Comportamento

Medo de perder a liberdade

21:02

Você gosta dessa liberdade que a vida de solteira te proporciona? Poder fazer o que tem vontade, sem ter que se preocupar com outra pessoa. Fazer planos para o futuro sem se preocupar se o outro vai aceitar embarcar nessa aventura também, pois só precisa se preocupar com você mesma.

Já percebeu que passamos uma boa parte da nossa vida fazendo o possível e o impossível para não ter essa liberdade, desejamos viver falando as palavras “nós queremos isso”, “a gente fez aquilo”. Mas quando usamos esse momento de estar se preocupando mais com você mesma, sentido prazer em falar “eu quero”, “eu faço aquilo”, por mais que isso pareça ser algo um pouco egoísta falamos com a boca cheia de orgulho o simples “eu”, pois está fazendo algo que quer naquele momento, sem precisa chegar em um acordo com outra pessoa para realizar sua própria vontade. Afinal porque temos tanto medo de amar essa liberdade de ser dona da sua própria vida e falar mais “eu” e menos “nós”?
A verdade é que depois de passar boa parte da vida procurando alguém para falar “nós” e sentir inveja daqueles casais que fazia diversos planos juntos, comecei a prestar atenção que o “nós” também é um pouco de um abrir mão ou deixar de fazer suas vontade para satisfazer o outro. Só que conforme fui me redescobrindo nesse momento da minha vida, percebi o quanto gostoso é o “eu”, pois só vai depender de uma pessoa para realizar os meus sonhos e minhas vontades, junto com falar mais a palavra “eu” veio uma liberdade de poder ter o livre arbítrio de mudar de ideia e fazer novos planos sozinha (além de ser um pouco mais barato, claro). Além de que o “eu” abre uma infinita possibilidades de fazer as loucuras que bem entender e viver a vida do jeito que tem vontade.
Só que tem um pequeno problema nessa liberdade, você não sente vontade de se envolver em um relacionamento e prefere viver o momento sem sonhar alto só deixando rolar. O gosto de poder fazer suas próprias vontades é tão bom, que acaba não fazendo sentido o motivo de se relacionar com alguém, já que conseguimos ser feliz fazendo as nossas próprias vontades. Qual o motivo de se relacionar com alguém? Já temos nossas mania, quando queremos ir embora de um lugar, não precisamos perguntar se o outro quer ir embora ou esperar a boa vontade dos outros para fazer alguma coisa, simplesmente vamos lá e fazemos do nosso jeitinho sem se preocupar com o que o outro vai achar das nossas atitudes.

Somos treinados a procurar e gostar do “nós”, consequentemente ficamos com medo de passar a vida com o “eu”, mas a verdade que o “eu” é tão mais belo e prazeroso que o “nós”, só descobrimos isso quando começamos a prestar atenção no prazer que existe na liberdade de estar solteira e poder seguir o caminho com as nossas próprias pernas e do jeito que queremos sem preocupação do eu o outro vai achar e querer. Afinal o que tem de errado em ver o futuro sendo solteira? será que vamos ser aquelas mulheres infelizes e cheias de gatos que todo mundo imagina ou aquelas velinhas que só para em casa pra deixar algumas coisas que comprou em viagens que faz com o dinheiro da sua aposentadoria (isso se no futuro existir aposentadoria)? Sendo sincera, meu medo é perder minha liberdade por causa de outra pessoa, afinal é tão gostoso ter as suas coisinhas, os seus planos e suas vontades sem ter que ficar fazendo um jogo de para conseguir fazer algo que quer, sendo que no final vai ter que abrir mão de outra coisa para satisfazer o outro e poder viver em um relacionamento equilibrado. Será mesmo que é ser egoísta gostar de usar mais o “eu” e menos o “nós”, ou será que não devemos sentir esse gostinho da liberdade de ser solteira e devemos ficar igual loucas procurando alguém que na verdade nem faz tanta falta assim? Afinal, existe alguma coisa de errado em gostar de ter sua própria liberdade?

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:

2 comentários