Comportamento

Coisas que você só aprende quando está curtindo a vida de solteira.

11:41

Quantas vezes você viu a vida de solteira com maus olhos? Quantas vezes você escutou crítica ou pena quando você fala que esta solteira? Posso dizer que já teve muitas vezes que achava que minha vida estava toda errada, pois eu não tinha ninguém. Mas foi só quando eu comecei a curti esse momento de estar solteira e vê de um ângulo diferente que muitas coisas mudaram na minha vida e parar de me lamentar por estar solteira.

Sei que nesses últimos tempos tenho sido um pouco melosa e romântica demais, mas na hora certa vocês vão entender o motivo. Voltando ao assunto, essa semana perguntei no stories do Instagram o que você gostariam que eu falasse, uma de vocês deu a simples resposta: “fala o lado bom de ser solteira”. Acho que acabei me desviando um pouco do assunto principal do Solteira e Feliz, mas para me redimir vou falar algumas coisas que aprendi quando comecei a ver a vida de solteira de um outro ângulo.
  • Liberdade:

Parece até uma piada, né? Uma das melhores coisas que a vida nos proporciona é ter liberdade para poder fazer o que bem entender, só que quando crescemos a liberdade é mostrada de uma maneira ruim ao ponto de procurar desesperadamente pela dependência emocional de outra pessoa e ficamos amarrados, tentando nos ajustar ao outro com atos simples de abrir mão de algum desejo para satisfazer ao outro ou tentar entrar em um consenso comum. Mas não existe coisa melhor do que fazer o que tem vontade sem precisar adaptar ou precisar da opinião do outro, pois a única pessoa que você precisa agradar é a si mesmo. 

  • Ir a lugares sozinho.

Podemos dizer que tem a ver um pouco com a parte de liberdade, tinha um professor que perguntou quem já tinha ido ao cinema sozinho e fui a única pessoa que levantou a mão feliz de sentir prazer em ir ao cinema sozinho. Pode parecer deprimente isso, mas na verdade é gostoso ir a lugares sozinho, pois além de poder curtir melhor o lugar sem a interferência de outras pessoas e quando você sentir vontade de ir embora, é só você pegar suas coisas e ir, nada de ficar dando satisfação do motivo de você querer ir embora ou tentando convencer o outro que está na hora de ir embora, simplesmente você faz a sua vontade de ir embora.

  • Se redescobrir.

Já escrevi um texto aqui no blog falando sobre esse assunto, mas vou tentar resumir. Quando começamos a namorar ou nos relacionamos com outras pessoas, querendo ou não vamos nos adaptando e fazendo coisas que os dois gosta. Mas quando ficamos solteiras esses costumes vem junto com a gente no começo, ficamos até perdida no começo. Conforme vai passando o tempo e vemos o que realmente gostamos e o que só fazíamos para agradar o outro, começamos a nos redescobrir e vê quem somos de verdade, não uma junção do resto de vários relacionamentos que acabaram.

  • Não se importar com a opinião dos outros.

Passamos tanto tempo da nossa vida tentando agradar todo mundo, seja no trabalho tentando agradar o chefe para não ser demitido, seja entre amigos fazendo algumas coisas para algum amigo que faz sempre uma chantagem emocional ou com a sua própria família fazendo coisas só para não escutar besteira e insultos (parente fala muita coisa para ofender de forma discreta). Mas quando deixamos de dar tanta importância para a opinião dos outros e só ligamos para a nossa própria opinião, parece que tiramos um peso de 100 kg do nosso corpo e consciência, conseguindo viver de uma forma mais leve, pois quando você coloca na cabeça que a vida é sua e a única pessoa que você tem a obrigação de agradar é você mesma, as coisas mudam completamente. Afinal você se coloca em primeiro lugar quando vai tomar alguma decisão.

  • O sexo é para mulheres solteiras também.

No começo do blog falei muito sobre sexo, mas hoje em dia vejo de uma forma mais gentil falar sobre sexo. A vida sexual de uma solteira não precisa deixar de existir, pelo ao contrario ela deve existir da maneira mais libertadora possível, quando você entende que o sexo é algo de dar prazer para os dois e para isso acontecer você tem que conhecer muito bem o seu corpo. Quando você esta solteira tem a oportunidade de conhecer seu corpo de uma maneira muito ampla, pois você não vai transar com uma pessoa por obrigação e fingir que está gostando para satisfazer o outro, você vai transar com alguém pelo simples fato de estar com vontade de fazer isso, se não gostar, não precisa ficar com medo de magoar o outro e isso interferir no seu relacionamento, afinal vocês dois só estão transando por prazer e se não quiser mais ter contato com o outro vai ser um acordo entre os dois e sem envolver sentimentos.

  • Damos mais valor para os nossos critérios de escolha.

Já ouviu aquela frase “eu tenho o dedo podre”? Confesso que já falei milhares de vezes essas frase, mas na verdade o meu problema não era ter dedo podre, era o desespero de encontrar alguém logo ao ponto de deixar os meus critérios para escolher alguém que prestava de lado. Quando você gosta de esta solteira e ama sua própria companhia, acabamos levando os seus critérios a um outro nível. “Afinal será que essa pessoa merece mesmo entrar na minha vida e tirar um pouco da sua liberdade?” Engraçado que começamos a avaliar tudo e pensar se vale a pena mesmo ou melhor deixar esse passar, pois ele não é o único homem que existe no planeta terra, começamos a querer um cara que entre no nossos critérios, agimos como a maioria das empresas quando vai contratar algum funcionário, não queremos alguém prefeito, mas alguém que nos respeite e não faça merda.


Para finalizar, a melhor coisa de estar solteira é saber aproveitar esse momento para si e não ficar igual uma maluca correndo atrás de alguém e se metendo em várias roubadas. Vale a pena lembra que não existe uma idade limite para estar solteira, depois você tem que aceitar qualquer coisa. Para você entrar em um relacionamento, primeiro precisa se sentir pronta e forte para saber que o relacionamento é para ser bom para os dois e os dois tem que estar feliz, nada de um feliz e o outro se conformando ao ponto de esquecer de tudo que você e depender somente da vontade do outro. 

Você também pode gostar

0 comentários