Mochileiros

Fui sozinha para o Lollapalooza.

21:20

Em quantos lugares você já foi sozinha? E quantos festivais de música? Será que é o monstro de sete cabeças que todo mundo pensa ou é uma sensação nova que todo mundo devia experimentar? Fui para o Lollapalooza sozinha esse ano e vou contar como foi essa experiência.

Nos dias 23, 24 e 25 de março teve o festival de música Lollapalooza aqui em São Paulo, como sempre tive vontade de ir em algum evento do tipo, mas as desculpas falava mais alto fiquei adiando, só que naquela reviravolta que me deu ano passado e estava animada de realizar minhas vontades (o fato de minha banda favorita tocar no festival foi o empurrão que faltava), decidi que iria no Lollapalooza sozinha. Apesar de muitas pessoas me chamarem de maluca em ir sozinha, mas foi uma das melhores experiências que eu tive (um pouco dolorida nos dias seguintes).

Não fui nos três dias, pois eu não tenho disposição e dinheiro para gastar nos três dias (os ingressos não são nada baratos), mas quando decidi ir no Lollapalooza fui me planejando em tudo que era possível, para poder me divertir no dia de uma maneira saudável e segura. No começo eu fiquei com medo de algumas coisas, afinal eu nunca tinha ido em nenhum tipo de festival, normalmente só assistia o Lollapalooza pela televisão, mas sempre ficava pensando que no show que eu queria assistir e dificilmente eles deixam alguma emissora de TV transmitir ao vivo, o único jeito era ir ver o show pessoalmente.

No começo pensei que iria ficar o dia inteiro sozinha no Autódromo de Interlagos e ficaria perdida, mas não foi isso que aconteceu, pois conheci três meninas que mora no Mato Grosso de Sul dentro do vagão do metrô que faz a linha 4 Amarela e fiquei com elas quase o dia todo (separamos na hora do show do Imagine Dragons, queria ficar no meio da multidão e ela mais para o fundo). Lembra daquela frase que eu sempre falo “a melhor coisa de quando você faz algumas coisas sozinha, é que você tem mais oportunidade de conhecer novas pessoas”, nesse dia conheci três pessoas (na verdade quatro) que foram tão divertidas e simpáticas comigo, acredito se tivesse ido acompanhada nunca teria conhecido elas.

Posso falar que essa experiência foi quase toda perfeitas, mas teve um detalhe que não deixou essa experiência ser perfeita e que poderia recordar como as melhores coisas que já fiz. Lembra que falei no começo “foi um pouco dolorida nos dias seguintes”, agora vem a parte que vale o ditado “a realidade dói”, como todos vocês sabem eu sou uma pessoa branca demais e qualquer coisa me deixa vermelha, mesmo passando protetor e creme antes de sair de casa e algumas vezes lá, o sol não me perdoou, fiquei queimada e de um jeito nada legal, afinal não podia tocar no meu braço, costas e ombro que doía muito (não foi falta de protetor solar, mas o sol estava muito forte). Mas de restou foi tudo incrível, poder conhecer pessoas novas, bandas novas, curtir um ambiente diferente do que estamos acostumados com essa rotina maluca e o principal vê que as pessoas estão lá para se divertir e não arranjar nenhum tipo de confusão.
Acho que isso é uma das coisas que deveria entrar na lista de coisas que todo mundo deveria fazer sozinho uma vez na vida, existe uma diferença enorme  entre assistir pela TV e ir a esses festivais, pois tem essa liberdade lá dentro de ir assistir as bandas que você quiser e curtir ao máximo o show,  mesmo o ingresso sendo caro, as vezes colocando na ponta do lápis compensa ir em um festival desse, pois você não vai assistir somente um show e ir embora, pelo ao contrário, você vai assistir diversos shows, eu só no sábado assisti uns 5 ou 6 shows e conheci algumas bandas novas. Mas não vai na conversinha de algumas blogueiras de levar uma bolsa só com os documentos, a pulseira, dinheiro e celular, pois as coisas são caras lá, se você está sozinho tem que pensar muito o que você pode levar de casa e quanto você está disposto a gastar, afinal a única pessoa com quem você está contando é com você mesma, mas isso é coisa para outro texto de um manual para ir ao Lollapalooza sozinho.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários